Segunda-feira, 10 de Abril de 2006

Juntas de freguesia contra nova central de biomassa.

wwwSão já 16 os presidentes de juntas de freguesia pertencentes aos concelhos de Oliveira de Azeméis, Arouca e Vale de Cambra que subscreveram um abaixo-assinado contra a possível instalação de uma central de biomassa. Com localização prevista para um terreno situado na freguesia de Carregosa, na confluência destes três concelhos, a central de biomassa está a gerar desconfiança entre a população e autarcas locais.
A instalação deste equipamento foi equacionada pela Associação de Municípios de Terras de Santa Maria, em parceria com outras entidades, como a Universidade de Aveiro, associações industrias dos concelhos envolvidos e empresas, como a Vicaima. Segundo os promotores, esta unidade tem como finalidade o aproveitamento energético proveniente da queima de resíduos florestais, mas a população teme que esta unidade possa vir a queimar outro tipo de resíduos.
Para o recém criado Movimento Pró-Ambiente, que integra diversas figuras do meio académico, político e social das freguesias envolvidas, a instalação do anunciado equipamento pode "trazer consequências gravosas em termos ambientais". Referem que o regime de ventos predominante na área vai fazer com que todos os efluentes gasosos afectem as populações das freguesias de Carregosa, Macieira de Cambra, Vila Nova de Perrinho, Chave e Escariz.
Uma missiva, contendo dezenas de assinaturas, foi já enviada à Câmara de Oliveira de Azeméis e Direcção Geral de Energia. Os subscritores querem saber qual a classificação, prevista em Plano Director Municipal (PDM) do terreno em causa, e o que está estipulado, nesse mesmo documento, no que respeita a edificações industriais naquela zona.
Na carta enviada à Direcção Geral de Energia é questionado se a central é, exclusivamente, destinada à biomassa florestal ou se tem como função receber, também, resíduos das indústrias de madeiras. Por último, é, ainda perguntado se os equipamentos são susceptíveis de receber outro tipo de resíduos industriais.
O presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, Ápio Assunção afirmou anteriormente, ao JN, que a central se destinava à queima de resíduos florestais e de derivados de madeiras, negando que o equipamento fosse usado para incinerar lixos indústrias. Numa Assembleia Municipal, Ápio Assunção referiu que a construção da central de biomassa se encontrava numa fase incipiente por, de momento, não ter a desejada viabilidade económica.
Diamantino Melo, presidente da Junta de Carregosa, não subscreveu o abaixo-assinado, o que está a gerar descontentamento e incompreensão junto da população local.
Central é uma ideia positiva

A construção de uma central de biomassa constitui, no essencial, uma ideia positiva, por razões ambientais e económicas. Sendo um processo em que se produz energia por queima (que se pretende devidamente controlada) de resíduos florestais e eventualmente de resíduos da indústria das madeiras, tem inerente a gestão e a subsequente eliminação sustentada de resíduos que podem estar associados à propagação de fogos, e, por outro, a recuperação de energia de uma fonte renovável, largamente disponível em Portugal. Em termos ambientais, a grande vantagem, além de evitar o recurso aos combustíveis fósseis, é o facto da emissão de dióxido de carbono ser nulo. É importante acompanhar questões relativas a este projecto no que respeita à tecnologia de recuperação da energia prevista e ao controlo das emissões para o qual existe legislação, que obriga a uma fiscalização que não é prática em Portugal.
Por: Salomão Rodrigues Jornal de Notícias
Jornal de Notícias
publicado por Bocas-Verdes às 14:36
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
27
28

29
30


.posts recentes

. Como pode ser um País gov...

. Os políticos Portugueses ...

. "VELHO DITADO" CADA PAÍS...

. CHAVEIRA DE CARDIGOS CONV...

. TENHO SAUDADES DA MINHA T...

. Região do eucaliptal"

. Quinhentos metros de estr...

. Vila de Rei rejeita reord...

. Irene Barata queixa-se qu...

. MUNICÍPIOS NATUREZA E TEJ...

.arquivos

. Novembro 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds